Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Brasil está no caminho certo para restaurar confiança, diz FMI

A recuperação da confiança dos agentes econômicos leva tempo, mas o governo brasileiro está no caminho certo após a série de medidas fiscais anunciadas recentemente, disse o diretor do Departamento do Hemisfério Ocidental do FMI, Alejandro Werner.

“A confiança é difícil de se recuperar, mas as autoridades brasileiras começaram com o pé direito”, disse ele a jornalistas, acrescentando que ainda há mais a ser feito.

“Nós acreditamos que todo o pacote está na direção correta, mas há mais a ser feito tanto no lado fiscal como em infraestrutura”, disse.

Medidas anunciadas pelo governo

Na segunda-feira (19), o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou aumento de tributos sobre combustíveis, sobre produtos importados e, também, sobre operações de crédito. A expectativa da equipe econômica é arrecadar R$ 20,6 bilhões neste ano com as alterações. O aumento de impostos no crédito pesará diretamente no bolso do consumidor e não dará margem para a redução dos juros no mercado, veem analistas ouvidos pelo G1. Já o repasse da alta do tributo sobre os combustíveis para os consumidores – a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) e a PIS, a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) – tende a acontecer, mas não será automático. A Petrobras confirmou na noite de segunda-feira que vai repassar o valor desses dois impostos nas vendas de refinarias para as distribuidoras. Mas o aumento do preço nas bombas para o consumidor dependerá da decisão dos postos. O consumidor também deve ficar atento ao comprar produtos importados, cuja alíquota de impostos vai subir.

(G1 – 21/01/2015)

Login