Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Bovespa fecha em alta com avanço da Petrobras e bancos

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta nesta segunda-feira (22), alinhada a índices acionários no exterior, e com a alta da Petrobras e ações dos maiores bancos. O mercado também seguiu atento a expectativas favoráveis de um acordo entre a Grécia e seus credores.

O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, subia 0,21%, aos 53.863 pontos.

As ações preferenciais e ordinárias da Petrobras operavam em alta, por volta do horário de fechamento. Itaú e Bradeesco, que juntos representam mais de 20% do peso do índice, também subiam. Os papéis da Vale, por sua vez, recuavam mais de 2%.

O quadro político no Brasil segue no radar doméstico, assim como nova deterioração nas perspectivas macroeconômicas apontada na pesquisa Focus do Banco Central.

A cena corporativa local seguia sob os holofotes, com Marfrig tendo disparado quase 15% na máxima do dia, após acordo para a venda de sua unidade de frangos e alimentos processados na Europa Moy Park para o grupo JBS.

“O cenário externo ajuda nesta sessão, mas o mercado segue atento e cauteloso com o noticiário político, tanto questões da Lava Jato como discussões fiscais”, disse o chefe da mesa de renda variável da corretora de um banco em São Paulo.

“Há preocupação de que a base aliada do governo use os últimos desdobramentos da Lava Jato para pressionar o governo nas discussões sobre medidas fiscais, o que pode afetar as perspectivas sobre as contas públicas”, disse o profissional.

Cenário externo

Na Europa, o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, se reuniu nesta tarde com o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, em Bruxelas antes de uma cúpula entre líderes da zona do euro. Entenda aqui a crise grega e um cenário de possível calote.

Ministros das Finanças da zona do euro receberam bem as novas propostas gregas para acordo de reformas em troca de recursos nesta segunda-feira, mas afirmaram que elas exigem estudo detalhado e que levará vários dias para determinar se podem levar a um acordo para evitar o default.

O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, afirmou em entrevista à imprensa: “Vamos trabalhar muito duro nos próximos dias, as instituições com o governo grego, para chegar a esse acordo nesta semana.”

Na sexta-feira, a bolsa fechou em queda de 0,9%, a 53.749 pontos. Na semana, porém, o mercado acumulou alta de 0,75%.

(G1 – 22/06/2-15)

Login