Close

Not a member yet? Register now and get started.

lock and key

Sign in to your account.

Account Login

Forgot your password?

Atividade cai ainda mais e emprego na indústria recua 0,9%, informa CNI

O desempenho da indústria em maio aprofundou ainda mais a retração da atividade e do emprego no setor. Embora o faturamento da indústria tenha aumentado 1,6%, os demais indicadores caíram em maio na comparação com abril, na série livre de influências sazonais. As horas trabalhadas na produção diminuíram 0,5%, enquanto o nível de utilização da capacidade instalada recuou 0,4 ponto percentual e ficou em 80,1%, informa a pesquisa Indicadores Industriais, divulgada nesta quinta-feira (2), pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O estudo lembra que o aumento de 1,6% no faturamento foi insuficiente para compensar a queda de 6,1% registrada em abril. Na comparação com maio do ano passado, o faturamento teve redução de 10,1%. Nas horas trabalhadas na produção, a retração alcança 10,2%, também na comparação em 12 meses. O nível de utilização da capacidade instalada é 1,1 ponto percentual inferior ao de maio de 2014.

As sucessivas quedas na atividade industrial atingiram em cheio o mercado de trabalho. O emprego caiu 0,9%, a massa real de salários diminuiu 1,2% e o rendimento médio do trabalhador recuou 0,3% em maio frente a abril, na série livre de influências sazonais. Foi o terceiro mês consecutivo de retração do rendimento real do trabalhador.

Na comparação com maio do ano passado, o emprego recuou 5,6%, a massa real de salários diminuiu 5,9% e o rendimento médio real do trabalhador caiu 0,4%.

(Agência CNI de Notícias – 02/07/2015)

Login